Menu

Análise 2DS/3DS – Cursed Castilla EX

Cursed Castilla chegou à 3DS, este jogo que puxa aos tempos de glória de jogos como Ghosts N’ Goblins, ou Ghouls N’ Ghosts, já tinha saído em PC e PS4, mas devo dizer que o meu bichinho por este jogo tinha sido sempre ter o mesmo numa portátil, e como lá consegui o meu desejo basta agora falar em como se sai ele numa portátil e em geral em que consiste Cursed Castilla.

PSGames Power Publicidade 01

O jogo tem uma abordagem mais arcade do que outros jogos do género mais atuais, mas a sua jogabilidade fica semelhante aos mesmo, temos um ambiente side-scrolling 2D em que podemos avançar ou recuar, a dificuldade prima em vários momentos, e Cursed Castilla não perdoa nos mesmos pelo que apesar de jogabilidade simples, convém aprendermos a jogar com alguma calma e destreza, sem esquecer que temos tempo limite para cada secção. O ambiente de jogo é para o sombrio mas colorido até, temos uma boa variedade de inimigos pelo que vamos sempre tendo uma boa dose de desafios. Uma boa coisa do jogo é o Codex, em que podemos ver as criaturas que encontramos, os heróis e não só, temos ainda alguns modos de visão dois a dar os aspeto de uma máquina de arcada, mas podemos ainda meter visão de ecrã inteiro, apesar que vai dar um aspeto esticado ao jogo. A sua jogabilidade é bastante simples, saltamos, atiramos lanças (ou a arma que tivermos), nada de mais, temos ainda alguns power ups como a possibilidade de ter uma fada a ajudar-nos em combate.

Há uma boa criatividade nos seus ambientes, inimigos e bosses, apesar de parecer mesmo e se sentir que é quase uma cópia em certos aspetos de Ghosts N’ Goblins por exemplo, realmente bebe muito do seu estilo, mas não lhe tira valor, puxa nostalgia assim e leva de volta a esses jogos fenomenais, seria bom voltar a ver uma ressurreição dos clássicos da Capcom mas na sua falta temos Cursed Castilla ou neste caso o EX, e devo dizer que apesar de não ser o Arthur, o Don Ramiro consegue ser homem para a obra, e que com a nossa ajuda vai lidar bem com as forças demoniacas.

No final do dia o jogo é um excelente retorno da fórmula, e para além de tanto na sua ost como no seu visual conseguir invocar nostalgia, também traz a sua dose de desafio e toques próprios, não direi ao mesmo nível implacável dos clássicos, mas consegue lá ir perto em alturas e nas restantes puxa por nós, ficando como uma excelente escolha para retro gamers e amantes do género.

Cursed Castilla chegou à 3DS, este jogo que puxa aos tempos de glória de jogos como Ghosts N’ Goblins, ou Ghouls N’ Ghosts, já tinha saído em PC e PS4, mas devo dizer que o meu bichinho por este jogo tinha sido sempre ter o mesmo numa portátil, e como lá consegui o meu desejo basta agora falar em como se sai ele numa portátil e em geral em que consiste Cursed Castilla. O jogo tem uma abordagem mais arcade do que outros jogos do género mais atuais, mas a sua jogabilidade fica semelhante aos mesmo, temos um ambiente side-scrolling…
Um jogo excelente para quem procura algo retro, desafiante e a puxar a nostalgia aos clássicos Ghouls N’ Ghosts ou Ghosts N’ Goblins da Capcom, a vertente portátil só p favorece, pois é um jogo que se pega bem para umas “jogas” rápidas.
Diversidade - 84%
Jogabilidade - 83%
Grafismo - 84%
Som - 86%

84%

Nostálgico!

Um jogo excelente para quem procura algo retro, desafiante e a puxar a nostalgia aos clássicos Ghouls N’ Ghosts ou Ghosts N’ Goblins da Capcom, a vertente portátil só p favorece, pois é um jogo que se pega bem para umas “jogas” rápidas.

User Rating: No Ratings Yet !

Sou aquele gajo que ama RPG's, mas que nunca terminou o FFVII, que acha o Fallout 2 o melhor jogo de sempre, o GBC a consola que nunca foi superada (muito Pokémon na altura :P, mas devo confessar que atualmente de eleição é a PS3, mas GBC é aquela coisa) e que tem como eleição a PlayStation.

No comments

Deixe uma resposta

Video em Destaque

Parceiros