Análise PC – Valkyrie Drive: Bhikkhuni

Valkyrie Drive é uma franquia criada pela Marvelous, no Bhikkhuni é apenas uma das três partes desta série, sendo que as outras são um jogo de telemóvel (Valkyrie Drive: Siren) e um anime (Valkyrie Drive: Mermaid). Nesta análise irei falar da versão lançada recentemente Steam, que é um port da Playstation Vita.

No universo de Valkyrie Drive, existe uma estranha doença que garante estranhos poderes e que afeta apenas raparigas na sua adolescência. Existem diversas escolas situadas em ilhas individuais dedicadas a curar esta misteriosa doença e as irmãs Kagurazaka portadoras dsse vírus partem então para uma destas escolas, Bhikkhuni. Ranka e Rinka são as principais protagonistas neste jogo e para azar das mesmas descobrem que a única cura para esta doença parte nas raparigas lutarem todas umas contra as outras.

Valkyrie Drive é um beat ’em up com elementos de RPG, semelhante ao Senran Kagura Shinovi Versus (dos mesmos criadores) e ao Neptunia U, nos quais o combate em geral é bastante inspirado pelos Dinasty Warriors. O combate neste jogo tem mecanismos interessantes, sendo também que cada uma das sete personagens jogáveis luta de modo diferente, utilizando armas e uma variedade de habilidades muito diversificada, uma função interessante é por exemplo o “Drive”, no qual uma rapariga transforma-se temporariamente numa versão melhor e mais forte da nossa arma.

Dado que isto é na realidade um port com ligeiras melhorias de um jogo lançado para a Vita, os gráficos não são propriamente os melhores para um jogo de computador, mesmo com as definições gráficas todas no máximo, no entanto isto não quer dizer que seja esteticamente desagradável pois os modelos 3D das personagens jogáveis estão muito conseguidos, embora o mesmo não se possa dizer do ambiente e dos NPC’s. O jogo também aparente ligeiras falhas e bugs, é muito frequente a física dos objetos não estar a funcionar corretamente durante os diálogos, podendo-se observar os lenços dos uniformes, sais e cabelos das personagens a ziguezaguearem de um lado para o outro de modo descoordenado enquanto que as personagens se mantêm hirtas, não sei se é um problema da versão original ou foi um problema que surgiu no port para PC, mas não deixa de ser algo distrativo.

Bhikkhuni, apesar de ter uma história bastante fraca, mesmo para o seu género, tem um sistema de combate cativante e interessante. Felizmente o jogo tem algo que raramente utilizo, mas que é bastante útil neste jogo, dá para avançar o texto da história e focar no melhor deste jogo, que é praticamente tudo (exceto como tenho referido diversas vezes, a história). O jogo proporciona diversas horas de diversão, nesta versão lançada no Steam só não recomendaria jogar com o teclado, sendo preferível optar por um comando para facilitar a jogabilidade.

Valkyrie Drive é uma franquia criada pela Marvelous, no Bhikkhuni é apenas uma das três partes desta série, sendo que as outras são um jogo de telemóvel (Valkyrie Drive: Siren) e um anime (Valkyrie Drive: Mermaid). Nesta análise irei falar da versão lançada recentemente Steam, que é um port da Playstation Vita. No universo de Valkyrie Drive, existe uma estranha doença que garante estranhos poderes e que afeta apenas raparigas na sua adolescência. Existem diversas escolas situadas em ilhas individuais dedicadas a curar esta misteriosa doença e as irmãs Kagurazaka portadoras dsse vírus partem então para uma destas escolas, Bhikkhuni.…
Recomendo para quem gosta de destruir carradas de inimigos em sucessão num e não se importa com uma história fraca, já para fãs de RPG’s que se importam realmente com a história, já não posso fazer o mesmo.
História - 54%
Jogabilidade - 88%
Grafismo - 72%
Som - 65%

70%

Divertido!

Recomendo para quem gosta de destruir carradas de inimigos em sucessão num e não se importa com uma história fraca, já para fãs de RPG’s que se importam realmente com a história, já não posso fazer o mesmo.

User Rating: No Ratings Yet !

About the author

Um amante de JRPG's, tendo um especial carinho pela época dos 16bit. As minhas séries de jogos favoritas são Dragon Quest e Super Robot Wars.

Related

JOIN THE DISCUSSION

Inline
Inline