Análise PS Vita – Accel World vs Sword Art Online

Crossovers são algo que se estão a tornar cada vez mais populares nos últimos anos, especialmente no que toca a vídeo-jogos. Accel World VS Sword Art Online é então um RPG crossover que inclui os dois universos criados por Reki Kawahara (autor original das Light Novel Accel World e Sword Art Online). O jogo foi lançado na Europa a 7 de Julho de 2017 para a PS4 e PS Vita e a 12 de Setembro de 2017 para PC.

Para quem conhece tanto Sword Art Online como Accel World, a narrativa é sem dúvida a melhor parte deste jogo. O jogo começa com o Kirito (protagonista de Sword Art Online), Asuna e os seus amigos a jogar Alfheim Online como de costume quando o servidor do jogo falha subitamente. Essa aparente falha acaba por ser muito invulgar e acaba por fundir dois servidores de dois jogos diferentes, o mundo de Svart Alfheim e o de Accelerated World. No decorrer do jogo vão sendo introduzidas personagens de Accel World começando com Kuroyukihime. Após certos eventos ela acaba por se juntar a Kirito e partem em busca do Silver Crow e é deste modo que a verdadeira história se começa mesmo a desenrolar.

A jogabilidade e o combate do jogo aparentam desde logo ser interessante, só a possibilidade de voar e lutar inimigos no ar parece algo divertido, no entanto, essa diversão acaba cedo e vai-se tornando cada vez mais enfadonho. Apesar de o nome do jogo ser Accel World VS Sword Art Online, passaria bem como sequela direta ao Sword Art Lost Song, que acaba por ser o pior de todos os jogos de SAO. No que toca às personagens do universo de Sword Art Online, a jogabilidade não mudou em nada de todo relativamente ao Lost Song, a grande lufada de ar fresco acaba por serem as personagens de Accel World, que utilizam diferentes tipos de equipamento e trazem um tipo de combate mais refrescante. Enquanto que Kirito e a restante cast de SAO têm a habilidade de voar, a grande maioria dos personagens de AW só se podem deslocar do modo mais tradicional, pelo solo.

Graficamente o jogo é agradável com bom detalhe nas personagens e no ambiente. A mistura entre um mundo futurista e um mundo medieval tornam o jogo numa experiencia visual bastante apelativa. Tal como ocorre com o cenário, a banda sonora é acaba por também uma mistura entre dois estilos muito diferentes, sendo na sua grande maioria uma mistura entre musica eletrónica e musica mais clássica, tornando-se assim numa trilha sonora interessante e criando assim um ambiente de jogo mais misterioso e intrigante.

AW vs SAO foi um jogo que me desapontou muito em termos de jogabilidade, em grande parte devido ter jogado Sword Art: Hollow Realization e ter criado certas espectativas desta sequela. Para quem tiver gostado de Lost Song esta será sem dúvida uma excelente experiencia. O jogo em si acaba por ser bastante sólido e encontra-se ainda a receber constantes updates com novo conteúdo.

Crossovers são algo que se estão a tornar cada vez mais populares nos últimos anos, especialmente no que toca a vídeo-jogos. Accel World VS Sword Art Online é então um RPG crossover que inclui os dois universos criados por Reki Kawahara (autor original das Light Novel Accel World e Sword Art Online). O jogo foi lançado na Europa a 7 de Julho de 2017 para a PS4 e PS Vita e a 12 de Setembro de 2017 para PC. Para quem conhece tanto Sword Art Online como Accel World, a narrativa é sem dúvida a melhor parte deste jogo. O…
Recomendo a quem gostou de Sword Art: Lost Song e a quem goste de JRPG’s de ação menos ortodoxos, tirando isso… só mesmo a fãs de AW e SAO.
História - 84%
Jogabilidade - 64%
Grafismo - 75%
Som - 78%

75%

Interessante!

Recomendo a quem gostou de Sword Art: Lost Song e a quem goste de JRPG’s de ação menos ortodoxos, tirando isso… só mesmo a fãs de AW e SAO.

User Rating: No Ratings Yet !

About the author

Um amante de JRPG's, tendo um especial carinho pela época dos 16bit. As minhas séries de jogos favoritas são Dragon Quest e Super Robot Wars.

Related

JOIN THE DISCUSSION

Inline
Inline