Menu

Análise PS Vita – Semispheres

Publicado pela Vivid Helix, Semispheres é um puzzler de controlos duplos, em que pelo uso do joystick esquerdo e direito controlam respetivamente duas esferas no jogo, num percurso de 13 capítulos de entre 4 a 5 níveis cada com puzzles relativamente interessantes para resolver.

PSGames Power Publicidade 01

O jogo apresenta-se como um puzzler e é um basicamente. Temos 13 capítulos como disse, e eles variam entre ter 4/5 puzzles para resolver, a dificuldade dos mesmos é acessível, apesar de alguns nos fazerem ter de parar e pensar na sua resolução com mais atenção, mas o jogo em si é feito para largar desafio mas nada ao nível de um crânio, mas sim algo para relaxar, o que acaba a ir de encontro à sua banda sonora calma e serena, que ajuda a criar a atmosfera do jogo. Basicamente os capítulos formam com os seus níveis formas como cruzes ou pentágonos, num cenário em que a forma de seleção de níveis está cheio de fios que quase parecem uma rede de nervos ligados (que pode ir bem de encontro ao ser um jogo de exercício mental no fim do dia), sendo que no fim de cada capítulo desbloqueamos uma página de sketches que juntos vão formando uma plot que acompanha no seu inicio um rapaz e o seu robô, não se percebe bem que ligação ao inicio mas para os últimos capítulos lá aprece uma ligação com o jogo em si, mas serve mais para tentar contar uma história emotiva, e acabar a dar um objetivo ao final de cada capítulo em forma de recompensa.

O jogo também não se apresenta com um menu principal, é mesmo um ready to play em todo o sentido da frase, é iniciar e entrar na ação, como disse controlamos duas esferas, uma laranja e outra azul, respetivamente com o analógico esquerdo e direito, e temos de usar ambas para atravessar níveis de puzzles, em que temos sempre outras esferas a fazer de policias digamos assim, com zonas de visão definidas, em que se forem apanhados, a esfera em questão é teletransportada para o seu ponto de entrada inicial, pelo que para os ultrapassar e chegar à saída, temos de fazer uso de power ups que existem, temos um de emitir som que se no seu raio de alcance apanhar uma destas esferas policia as faz vir na nossa direção e até traça o seu percurso no ecrã para sabermos para onde elas vão, temos outro de fazer uma esfera policia passar de uma metade do cenário para outra, sim porque os níveis estão divididos no ecrã ao meio, sendo que são dois mapas iguais, mudando o seu tom de cor para a esfera em questão, e tendo certos elementos diferentes como power ups e posição das esferas policias, o que nos leva a outro ponto, alguns mapas têm portais abertos neles, que fazem um caminho entre os dois lados do mapa no mesmo local, que podem ser usados para por exemplo imaginem, no lado direito têm o power up sonoro, mas no esquerdo não e precisam nesse de atrair uma esfera, podem no lado direito posicionar-se nesse portal e emitir o som, que vai sair projetado no lado esquerdo do mapa, ou seja têm mesmo de combinar a jogabilidade das duas esferas para ultrapassar estes puzzles, até têm power ups que fazem as esferas trocar de lados, sendo que o joystick que as controla mantém-se sempre, ou outros que fazem uma delas viajar para o outro lado do mapa.

O jogo em si na Vita será a plataforma ideal a jogar, é direcionado para algum serão mais longo mas aplica-se mais em sessões rápidas, dai também não ser um grande desafio cerebral, ainda mais é um jogo que se faz num curto espaço de tempo tendo inclusive um troféu de completar num total de 35 minutos, no vosso primeiro playthrough deverão demorar talvez uma média de o fazer em 1h/2h, e isto leva a outra coisa, não me interpretem mal, Semispheres é um jogo satisfatório como puzzler, com uma estética fantástica e uma ost calma e serena, tudo alinhado para nos providenciar sem dúvida (e consegue) uma experiência de relaxamento, mas o seu replay value é quase inexistente, não sinto aquela vontade de voltar a re-jogar o mesmo, não se aplicam aqui elementos de controlo de tempo ou maneiras alternativas de resolver os seus puzzles, até a Vivid Helix o fez com certeza para ser assim, dai não podermos repetir nenhum nível durante o nosso playthrough, por si só é uma experiência que tem um inicio, meio e fim, e está bom da maneira que está, mas não o compraria pessoalmente a full price, quanto muito 6/7 euros e já estava pago.

Se procuram uma experiência de resolução de puzzles casuais, com um ambiente relaxante este é o vosso jogo, em alguns momentos vão dar-se a esbarrar numa parede a tentar perceber alguns níveis mas nada que demore muito tempo, sem falar que alguns deles estão mesmo feitos para vos eludir na sua resolução, é um jogo que nos satisfaz sem dúvida e apela visualmente e a nível sonoro, recomendo em especial que o joguem na Vita visto que também saiu na PS4.

Publicado pela Vivid Helix, Semispheres é um puzzler de controlos duplos, em que pelo uso do joystick esquerdo e direito controlam respetivamente duas esferas no jogo, num percurso de 13 capítulos de entre 4 a 5 níveis cada com puzzles relativamente interessantes para resolver. O jogo apresenta-se como um puzzler e é um basicamente. Temos 13 capítulos como disse, e eles variam entre ter 4/5 puzzles para resolver, a dificuldade dos mesmos é acessível, apesar de alguns nos fazerem ter de parar e pensar na sua resolução com mais atenção, mas o jogo em si é feito para largar desafio…
Um puzzler bastante interessante, perfeito para quem procura experiências relaxantes em casa ou on the move, uma jogabilidade simples de se aprender mas que pelo controlo duplo pode ser ao inicio desafiante de aprender, e de se acostumarem.
Diversidade - 76%
Jogabilidade - 79%
Grafismo - 85%
Som - 86%

82%

Interessante!

Um puzzler bastante interessante, perfeito para quem procura experiências relaxantes em casa ou on the move, uma jogabilidade simples de se aprender mas que pelo controlo duplo pode ser ao inicio desafiante de aprender, e de se acostumarem.

User Rating: No Ratings Yet !

Sou aquele gajo que ama RPG's, mas que nunca terminou o FFVII, que acha o Fallout 2 o melhor jogo de sempre, o GBC a consola que nunca foi superada (muito Pokémon na altura :P, mas devo confessar que atualmente de eleição é a PS3, mas GBC é aquela coisa) e que tem como eleição a PlayStation.

No comments

Deixe uma resposta

Video em Destaque

Parceiros