Menu

Análise PS4/PS Vita – Super Hydorah

A Abylight Studios regressa com mais um jogo produzido pelo estúdio Espanhol Locomaltio, e que é desta vez com um shooter horizontal. A Locolmatio deverá de momento ser mais conhecido pelo Cursed Castilla/Maldita Castilla, que traz a nostalgia dos bons tempos de jogos como Ghosts ‘n Goblins por exemplo.

A premissa que o jogo nos passa é que somos o piloto mais letal e habilidoso na galáxia, e ficamos encarregues de combater a ameaça terrível de alienígenas conhecidos como Meroptians contra os humanos e as suas colónias, e posto isto, e após uma sequência inicial somos enviados para combate. O que dizer sobre este jogo é complicado, porque apesar de poder ser descrito como um homenagem brilhante e bem feita aos shooters clássicos, ao longo de toda a sua jornada sentimos sempre uma nostalgia eminente que é bastante espetacular, e de dizer que o jogo tem um bom equilíbrio entre desafio e ritmo, não nos atira para combates frenéticos a todo o momento como o recente Ghost Blade HD nos faz, mas é algo um pouco mais calmo, mas não aborrecido, e que tem o seu nível de desafio no ponto certo, que irá agradar sem dúvida aos fãs do género e a quem procura um shooter para jogar casualmente, claro que acaba a ter os seus momentos de tentativa e erro, como os combates contra bosses, ou certas secções de cenários que podem ser mais engenhosas do que parecem como passar por uma nuvem de meteoros, ou espaços mais apertados com alguns twists pelo meio, sendo que voltando à referência a bosses, cada um tem o seu padrão de ataques, e é essencial descobrir os seus pontos fracos para os conseguir atacar de maneira eficaz, mas não será algo fechado aqueles que se esforcem para dominar o jogo, mas também não é uma experiência suavizada para que todos a consigam fazer com um pressionar de um botão, tem aquele equilíbrio que sente certo.

Apesar deste género por norma ser algo linear de stage em stage, Super Hydorah decide tomar outra rota, e no final de cada nível para além de fazer um save point, para o caso de esgotarem as vossas vidas e tiverem de usar um continue, também em certos stages é vos dada a hipótese de tomar rotas diferentes, num mapa que contém vários níveis interligados em certos pontos, e que só conseguem aceder aos mesmos tomando uma rota de níveis que vos leve a um que se ligue aos mesmos, isto ajuda a desfazer aquele ar linear que o género por norma costuma ter. A jogabilidade é simples, podem mover-se pelo mapa com o joystick ou botões direcionais (recomendo a primeira forma), e podem disparar a vossa arma primária e secundária ao mesmo tempo, e ainda usar um ataque especial, para além disto de notar que o jogo nos dá uma variedade de armas primárias, secundárias e especiais para variar um pouco a jogabilidade, sendo que no inicio de cada nível podem escolher o armamento que acharem mais adequado para o mesmo. Como seria de esperar e faz parte, podem recolher power ups e orbs de energia que vos vão dando alguns upgrades para a nave, sendo que o twist aqui é claro que se morrerem, perdem um pouco do nível de upgrade e vão ter de recolher mais orbs para conseguir ter o mesmo ativo por completo, se esgotarem as vossas vidas e fizerem continue, não só terão de recomeçar o nível em questão, mas perdem todos os vossos power ups e upgrades conquistados, no final disto tudo existe ainda outra mecânica que ajuda a elevar o desafio em certos stages e secções dos mesmos, que é ter atenção que não se trata só de disparar loucamente, pois se comprometerem ou destruírem estruturas humanas (como edifícios), recebem uma penalização na vossa pontuação.

Um dos grandes pontos fortes do jogo é a nível visual, o design com um estilo retro ficou com uma qualidade e detalhes fenomenais, sem falar no sentimento de design engenhoso de cada nível que lhes confere uma personalidade própria, e afasta sem dúvida qualquer sentimento de genérico que possa preocupar algum jogador. A banda sonora que nos acompanha ficou impressionante e bem adaptada ao ambiente de shooter espacial, e vem pelas mãos de Gryzor87.

Se são fãs do género e em especial nos clássicos como R-Type, Super Hydorah vai proporcionar-vos um bom desafio e diversão, seja na PS Vita, seja na PS4, tanto no formato portátil como doméstico, o jogo fica fantástico, e não o irei conseguir recomendar o suficiente, para além do modo normal de campanha, de mencionar que têm um outro peculiar, que funcionar basicamente como um modo survival, em que jogam com um robot on screen e o seu “filho” robot, em que voam inimigos pelo cenário, e quando se aproximam do outro robot criam uma linha de laser, que se se afastarem muito é perdida, e a qual podem movimentar até num ângulo de 360º de maneira a apanhar os inimigos que passam com ela. Este é um jogo fenomenal, um shooter que merece estar na vossa biblioteca.

A Abylight Studios regressa com mais um jogo produzido pelo estúdio Espanhol Locomaltio, e que é desta vez com um shooter horizontal. A Locolmatio deverá de momento ser mais conhecido pelo Cursed Castilla/Maldita Castilla, que traz a nostalgia dos bons tempos de jogos como Ghosts ‘n Goblins por exemplo. A premissa que o jogo nos passa é que somos o piloto mais letal e habilidoso na galáxia, e ficamos encarregues de combater a ameaça terrível de alienígenas conhecidos como Meroptians contra os humanos e as suas colónias, e posto isto, e após uma sequência inicial somos enviados para combate. O…
Um shooter fantástico, divertido, viciante e bem conseguido, com originalidade e que irá agradar a todos os fãs do género e não só.
Longevidade - 84%
Jogabilidade - 86%
Grafismo - 84%
Som - 81%

84%

Fantástico!

Um shooter fantástico, divertido, viciante e bem conseguido, com originalidade e que irá agradar a todos os fãs do género e não só.

User Rating: No Ratings Yet !

Sou aquele gajo que ama RPG’s, mas que nunca terminou o FFVII, que acha o Fallout 2 o melhor jogo de sempre, o GBC a consola que nunca foi superada (muito Pokémon na altura :P, mas devo confessar que atualmente de eleição é a PS3, mas GBC é aquela coisa) e que tem como eleição a PlayStation.

No comments

Deixe uma resposta

Video em Destaque

Parceiros